Sobre Uma Tarde

O que fiz depois da primeira pergunta veio sem aviso. Todas as opções. Às claras, a resposta para ela – não dei a melhor. Os ombros aguardaram parados, segundos, quando me levantei. Ela sabe.

Escolhidos os passos, as paredes não estavam de acordo. A cadeira, branca – tive medo do que já era tão familiar.

Do pequeno repertório. Retiradas as linhas vermelhas, foram ditas. As frases que talvez não se repetissem. Por Vergonha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s